Ser importante x ser raro: o que o mercado quer?

Posted on agosto 13, 2010

0


Registrou? Isso mesmo: as empresas querem você, que se preocupa com a SUA RARIDADE! A raridade é hoje elemento fundamental, para que o colaborador dentro da empresa faça a diferença. Todo mundo está querendo ser diferente, talvez seja por este motivo que os espaços de trabalho estão diminuindo e se tornando escassos para alguns. Não é isso que você pensa todo dia no trabalho?
A raridade nasce de uma vontade tremenda de se preparar: sede de coisas novas! Por este motivo as empresas estão preocupando-se com a educação de seus funcionários. Isso mesmo! A educação formal não foi suficiente para o mercado de trabalho. É preciso mais e mais! É necessário que você, colaborador de anos ou mesmo o estagiário que entrou há dois dias na empresa, esteja preocupado com a sua formação “continuada”, ou seja, rara. Você estaria preparado para isso? Estaria preparado para se tornar raro em um mundo que quer ser diferente?
Um canudo hoje, não significa muita coisa, muito menos, raridade. As universidades não estão preparadas para o mercado e as exigências estão fora dos padrões acadêmicos. Prepare-se: a empresa quer você estudando, lendo, atualizando-se. E melhor, educando seus colegas de trabalho. Por que não? O caminho é esse: eduque-se para educar os outros, princípios básicos de todo relacionamento interpessoal e agora, RARO!
Todos nós somos importantes para alguém, para o mundo. A grande verdade é que as pessoas que se destacam vão, além disso. Alguém se torna raro quando vira peça fundamental para o andamento de um projeto dentro da empresa, na execução de alguma tarefa ou em qualquer outra atividade. Será que você deseja ser excelente, raro? Se a resposta for “SIM”, preste muita atenção nas seguintes dicas:
Motivação – A motivação é o começo do princípio. Ela é a base de tudo, é responsável por nossos desejos e nossas ações. Você pode até divergir, dizendo que acreditar em Deus é o mais importante, que o amor é o mais importante, que a família e amigos são mais necessários etc. Porém, a chama que aquece o seu coração a fim de amar a Deus, os amigos e a família, só é acesa quando você está (é) motivado. O que é motivação? Motivos que geram ações (MOTIVA+AÇÃO).
Inovação – “Inove” é a palavra do momento. A inovação é “irmã” da criatividade e “prima” das mudanças. Se você não evoluir, será um terrível dinossauro em pleno século XXI. Não falo da teoria de Darwin. A evolução é pessoal. Desenvolva competências! Uma das frases mais profundas de Albert Einstein é: “A mente que se abre a uma nova ideia, jamais volta ao seu tamanho original”..Quer ser raro? Seja criativo, inovador e flexível.
Organização e Housekeeping – Parece óbvio falar que a limpeza e a organização de um ambiente precisam estar impecáveis, afinal, a bagunça não passa uma boa impressão. Acontece que ser organizado não é somente manter o chão limpo. As pessoas raras deixam tudo em seu devido lugar e sabem onde encontrar o que procuram. Além disso, são pessoalmente organizadas.
Feedback – Há algum tempo, numa partida de futebol, disputada por Brasil e Equador, o jogador Kaká (Brasil) chutou a bola em direção ao gol adversário. Porém, o chute foi fraco e na direção do goleiro. A reação imediata do atacante foi virar as costas e se lamentar. O mais curioso foi que imediatamente o jogador Ronaldinho Gaúcho disse ao seu ouvido: Foi gol! Sim, o chute foi despretensioso, mas o arqueiro falhou e “levou um frango”. O feedback (“foi gol”) não poderia ter sido melhor para Kaká. O que podemos extrair deste acontecimento? Sempre ouça, sonde. O profissional RARO procura saber o que os outros pensam sobre o seu trabalho e suas atitudes. Dê e peça feedbacks.
Relacionamentos saudáveis – O ser humano não é uma ilha, ou seja, é incapaz de viver somente para si, de viver sozinho. Ele precisa relacionar-se com outras pessoas e, principalmente, respeitá-las, seja quem for, o quanto ganhe e qual seja a sua função. Há uma grande diferença entre “ter” e “ser”. Não importa o que você tem, pois o “ser” é algo interior, muito mais profundo do que o dinheiro, status etc. Respeite todas as pessoas que trabalham com você. Dentro de uma organização todos têm o seu fundamental papel. Desde a pessoa que faz o cafezinho até o diretor. Todos são iguais. Criatividade Mentes brilhantes? Sim! É isso que as grandes organizações procuram. Antes que você entre em desespero, há uma boa notícia: você não precisa ser gênio, basta ser um “mentor de ideias”. Pense sempre em coisas boas e compartilhe as suas ideias. Não tenha medo de errar. Estimule o seu cérebro. As empresas não querem mais “mão de obra”, querem “cérebros de obras”. Se você tem boas ideias, não pode guardá-las pra si. Seja um empreendedor!
Vista a camisa – É preciso “vestir a camisa”, abraçar as ideias, encarar a sua empresa como um grande time, no qual você é totalmente capaz de fazer a diferença. Você é o sucesso da sua organização. Pense nisso! Não esqueça: MUITOS são importantes e POUCOS são raros.

 * Colaborou para a produção deste artigo: Manuela Pires Weissböck é consultora, palestrante e pedagoga.

Rudson Borges

Disponível em: <http://ogerente.com.br/rede/carreira/raridade-nas-empresas?utm_source=Rede+O+Gerente&utm _campaign=8dd0c6d95b-Rede_O_Gerente_13_08_2010&utm_medium=email> Acesso em: 13 ago. 2010

Posted in: Administrando