Capital humano

Posted on julho 31, 2010

0


Inteligência é tudo, desde que usada para fundir recursos materiais com um potencial humano que saiba aproveitá-lo com objetividade de transformação, construindo uma ponte entre o aparentemente impossível e o possível e executável.
A dinâmica do mundo provém da forma rápida pela qual a informação se propaga, atingindo a todos em tempo real, e a grande dificuldade está na obtenção da qualidade pelo uso e adequação daquilo que recebemos e tentamos processar.
A expressão maior da evolução empresarial depende da qualidade intelectual, sua capacidade e poder de aprendizado por um gradativo aumento da percepção pelas tendências que farão o amanhã. Não se deve esquecer também que tudo que sabemos, para que tenha efeito, passa pela capacidade de negociarmos a própria aceitação e assim deter o poder participativo nos times por onde passamos e passaremos.
Uma mente brilhante não faz uma empresa brilhante, uma empresa brilhante é formada de um conjunto claro de intenções e missões, aonde a sabedoria predominante sabe reunir seus valores em prol dos problemas, compartilhando suas capacidades para ser parte de um coletivo competente. A inteligência do talento resulta do próprio entendimento comum do meio e suas soluções, para que haja domínio do mercado simultaneamente com conquistas individuais e resultados coletivos.
Não é tão difícil recrutar profissionais com potencial, o complexo é conseguir formar conjuntos homogêneos, que possibilitem a continuidade pela troca do conhecimento.
A chave do êxito dos negócios nas empresas está na interpretação dos fatos e sua velocidade de resposta, mas os resultados ficam pela dependência de um clima interno favorável, motivado e orientado para as relações e aproximações externas.

Sérgio Dal Sasso

Disponível em: <http://www.educacaoprofissional.com.br/artigos/artigo.asp?artigo=267&pag=Dicas> Acesso em: 31 jul. 2010

Posted in: Cotidiano