Minha profissão me realiza?

Posted on junho 24, 2010

0


Com uma carga horária de oito horas diárias, que normalmente costuma se estender, dedicamos pelo menos metade de nossas vidas ao nosso trabalho. Através dele temos a oportunidade de nos realizarmos, de darmos nossa contribuição para fazer um mundo melhor, não importando o tipo ou amplitude de nossa função. Ainda que aparentemente certas ocupações possam parecer pequenas ou de baixo valor, o sentimento e intenção com os quais as realizamos sempre fazem diferença.
Em um mundo onde os padrões de sucesso são tão estereotipados, e em que poder e dinheiro são tão valorizados, gostar de servir aos outros, por exemplo, pode ser considerado algo de menor valor para muitos. Mas o que realmente faz um trabalho ter pouco valor é a baixa satisfação e realização que ele proporciona a quem o realiza. Pois o real valor do trabalho é a energia que colocamos nele.
 Reflita:
– Qual a verdadeira motivação de suas escolhas profissionais?
– O seu trabalho representa apenas uma maneira de ganhar dinheiro?
– Você se apega ao status e ao glamour do seu cargo, da sua empresa ou da sua profissão?
– Você se sente pressionado pelos pais, familiares, amigos e sociedade para escolher e realizar seu trabalho?

Pressão x Realização
Se para você o reconhecimento dos outros pesa muito, é interessante repensar seus valores, pois bem provavelmente você vem deixando de lado os seus verdadeiros desejos para buscar a aceitação dos outros. Se está em uma profissão e trabalho simplesmente porque acha que é preciso ocupar-se, ou pelo salário, pela imagem, ainda que faça um bom trabalho, se não sente satisfação, como pode ser feliz e contribuir para o mundo com todo o seu potencial? Porque se deixa limitar-se?
Colocamos muitos empecilhos, influenciados por pressões externas. Mas essa pressão só existe se nos deixamos levar por ela. É normal sentirmos medo de sair daquilo que já conhecemos e parece mais seguro, da ilusão de fazer o que dizem ser o melhor, e assumir o risco por conta própria de buscarmos nossa felicidade. Ir contra a maioria pode exigir uma coragem e força, que de início pode nos desanimar. Mas o poder pessoal e a realização que adquirimos quando vivemos a nossa verdade compensam qualquer sentimento desagradável que de início possa haver.
Trabalho não é apenas um meio de ganhar dinheiro ou de ser aceito e admirado. Muito mais do que isso, pode ser um meio de ser feliz, de se realizar, de fazer um mundo melhor. É sua escolha!

Ceci Akamatsu

Disponível em: <http://www.personare.com.br/revista/carreira-e-financas/materia/444/minha-profissao-me-realiza> Acesso em: 24 jun. 2010

Posted in: Cotidiano