Comunicação verbal

Posted on setembro 3, 2009

0


COMO_F~1Uma boa comunicação verbal precisa de um estímulo inicial, boas perguntas e um ouvido generoso para ser bem sucedida.

Estímulo Inicial
Quem desejar ser considerado um bom comunicador precisa atentar para o quê especificamente atrai as pessoas e quais são as palavras mágicas que ligam as antenas do interlocutor. A boa notícia é que todos sabemos fazer isso desde criança, mas acabamos nos limitando pelo excesso de regras que a sociedade cria para se livrar das pessoas excessivamente persuasivas em sua comunicação.
Vejam a seguir como é interessante o efeito que algumas palavras geram em nossa mente e como elas nos atraem:
– Meu amigo, preciso te contar uma coisa que você não vai acreditar….
– Você já sabe da última?
– Tenho um segredo para te contar, conto agora ou mais tarde?
– Dê uma olhada nisso, você não nunca viu nada igual…
– Acabei de falar com o chefe, você não imagina o que ele disse?
– Sabe quem perguntou de você?
– Tenho notícias novas e quentíssimas… a coisa tá pegando fogo…
– O Presidente fará um pronunciamento às 10 horas… Você tem idéia do assunto?
– No próximo bloco vamos apresentar um caso inédito…
– Informação importante, recado de última hora, últimas informações a respeito…
Existem muitas outras frases e palavras que geram impacto em nossas mentes, essas são apenas alguns exemplos básicos.
Utilize palavras e frases que gerem impacto e curiosidade quando for introduzir algum assunto em suas conversas, apresentações ou reuniões.

Boas Perguntas
Você sabe qual o impacto que as perguntas geram em nosso cérebro? Você pode até não responder, mas quando alguém te pergunta: Qual é a praia mais linda que você conhece? Quais imagens aparecem na tua mente? Você procura escolher uma, entre todas que conhece? Ou não tem opinião formada sobre praias?
Independente de responder verbalmente ou não, tenho certeza que seu cérebro voluntariamente começou a pensar no assunto. Você concorda que perguntas são chaves para fazer a nossa mente pensar sobre o conteúdo da pergunta?
Antes de você abandonar o trabalho e correr para a praia, deixe-me lhe fazer algumas perguntas sobre sua vida profissional:
1) Como você  alcançou esta tua profissão?
2) O que você mais gosta no trabalho que realiza?
3) Quem são as pessoas que valorizam o seu trabalho?
4) Onde você pretende estar profissionalmente daqui cinco anos?
5) Quando será a sua próxima promoção?
6) Qual é o reconhecimento você quer obter com sua profissão?
7) Por que você faz o que faz hoje?
Você percebeu a importância de fazer perguntas para ativar a mente do seu interlocutor e deixá-lo super interessado na conversa?
Quer discutir ou aprender mais sobre o tema? Quer saber como elaborar perguntas irresistíveis? Conto, ou não conto?

Ouvido Generoso
Você gosta de ser interrompido quando expõe seu conteúdo? Você conhece alguém que gosta de ser invalidado em suas opiniões?
Mas me diga, você consegue manter-se um ouvinte ativo quando o assunto não é de seu interesse?
Você possui auto-controle para ouvir quando alguém está questionando ou criticando o seu serviço?
Tornar-se um ouvinte ativo é um trabalho de auto-desenvolvimento fantástico e maravilhoso, mas sabe quem são nossos melhores professores neste tema?
Pense no seguinte: Por que você procura seus AMIGOS do peito para contar seus segredos ou suas mágoas? Por quais atributos você escolheu seus AMIGOS do peito? De todos os atributos que eles possam ter, seus ouvidos sempre prontos para ouví-lo são, sem dúvida, os mais importantes e requisitados para uma boa amizade. Captou?
Quanto melhor for a sua habilidade de se comunicar melhores serão as suas chances de alcançar postos elevados em sua carreira. Pratique e seu sucesso será apenas uma questão de tempo! Para saber mais nunca hesite em perguntar!
 

Hugo Zaguini Filho

Posted in: Cotidiano