Pressão no trabalho, você sabe lidar com ela?

Posted on agosto 18, 2009

0


stress-2dcartoon-smallÉ necessário que todo ambiente de trabalho seja pacífico e prazeroso para que as tarefas rendam. Porém, a realidade de muitas pessoas não é essa. Fatores como alta competitividade, equipes reduzidas, trabalho em excesso, exigência por superação de metas, apresentação de resultados e necessidade de aprendizado constante tem sido cada vez mais comuns no dia-a-dia de muitos profissionais.

O convívio com as pressões no trabalho é a realidade de muitos. De acordo com Marília Maia, consultora de RH, não existe uma fórmula mágica para lidar com a pressão que muitas vezes se abate no ambiente do trabalho. Mas, de algumas dicas, sempre vale a pena lembrar-se. “Não se deixar levar pelo nervosismo, nem pelo estresse que os momentos mais tensos provocam. Estar com sua agenda em dia e manter a calma mesmo em situações extremas de cobrança. Não se deixar abater, evitando pensar que ‘não consegue’. Ter paciência com os colegas de trabalho”, enumera.

Marília destaca que a impaciência, o medo e a descrença não vão ajudar em nada. “Procure ter equilíbrio para buscar soluções. Se for viável, peça ajuda para resolver certas questões”, aconselha. A especialista acredita que para muitos profissionais a pressão é uma “mola propulsora”, já que só conseguem ser ativos e necessários quando um desafio é lançado. Outros ficam estáticos diante da pressão que sofrem, produzindo pouco ou até nada. De acordo com Marília, para o profissional desempenhar bem sua função, apesar de pressionado, precisa buscar um equilíbrio nele mesmo, para nem ser um fracassado diante da pressão, nem aquele que só mostra resultados diante do desafio. A pessoa que deseja ser destaque num ambiente de trabalho deve ser ponderada.

Hoje as empresas se preocupam com os resultados e estes precisam ser de qualidade. Se pressionado, o funcionário deve estabelecer uma ligação direta entre o seu desempenho e o tanto que ele pode suportar caso seja desafiado. “Diante da pressão, alguns conseguem ter êxito e outros não; porém é necessário ter em mente que há funções cujas atividades necessitam de resultados imediatos e, algumas vezes, a longo prazo. Se desesperar ou se cobrar demais pode interferir negativamente em seu trabalho”, explica Marília.

“O mercado busca pessoas com iniciativa, que cada vez mais ofereçam serviços de qualidade e em tempo recorde. Imagine esse universo formado por pessoas que estão iniciando ou que durante muitos anos exerceram uma única função, não acompanhando a evolução tecnológica? Vai ser mais difícil se adaptarem ao mercado de hoje”, alerta a especialista.

Para Marília, ser pressionado é ser desafiado a mostrar mais do que você pode oferecer. Muitas vezes, nessas horas, o medo de fracassar leva muitos a desistir. O papel do gerente, do encarregado é fundamental para reequilibrar o ambiente de trabalho a fim de que as pessoas não desistam e, sim, se qualifiquem e busquem superar suas dificuldades. Não adianta, diante de uma situação extrema, brigar e discutir. Isto faz com que a pessoa perca a razão. O correto é manter a calma, conversar, expor idéias, trazer soluções, evitar as conversas paralelas e os “ruídos” de comunicação.

Nunca esqueça que a postura deve estar presente em todos os momentos em que se faz necessário ser discreto e profissional. Manter o controle da situação e superar as pressões fará de você um funcionário qualificado para o mercado de trabalho.

Agência Unipress Intenacional/Tatiana Alves

Posted in: Administrando