Nossos filhos e o planeta

Posted on agosto 7, 2009

0


earthday“Todo mundo pensa em deixar um planeta melhor para nossos filhos… Quando é que pensarão em deixar filhos melhores para o nosso planeta?” (Autor desconhecido).

Alguns afirmam ter sido esta a pergunta vencedora em um congresso de sustentabilidade e que, nos últimos tempos, tem circulado na internet. Nem sempre é possível verificar a veracidade daquilo que transita na rede mundial de computadores, mas o fato é que a pergunta foi escrita, divulgada e, inevitavelmente, chama à atenção, nos remetendo, ao menos, a refletir a respeito. Quando o autor diz: “Todo mundo pensa em deixar um planeta melhor para nossos filhos” nota-se que apesar deste “todo mundo” não ser exatamente o mundo inteiro, existe uma parcela considerável da sociedade que tem tal preocupação com o planeta e está buscando formas de garantir que as futuras gerações possam usufruir de algo que, no passado, não era valorizado: os recursos naturais, utilizando-os de modo responsável. Há alguns anos não se falava em sustentabilidade como hoje, mas, a partir do momento em que se verificou que os recursos naturais são finitos e que determinadas ações degradantes causariam, além de danos à natureza, prejuízos para a economia de diversos países também, surgiu a preocupação, assim como, a necessidade de preservar. Hoje vemos que há empresas que realizam ações voltadas à preservação e manutenção dos recursos naturais; isso acontece, na maioria dos casos, porque elas são forçadas a terem ações responsáveis – seja pela legislação ou pela sociedade. Todavia, a questão mais importante para o nosso planeta é que hoje, independente dos motivos que levam as empresas à preservação, já existe a noção de gestão ambiental! A segunda parte da frase (“Quando é que pensarão em deixar filhos melhores para o nosso planeta?”) mostra a preocupação com a educação (ou a falta dela), pois atualmente observamos que tanto a educação quanto os valores das pessoas são bem diferentes daqueles “de antigamente”. O cuidado com o planeta, entretanto, precisa ser um compromisso de todos. Cada família e cada escola, dentro de suas formas muito próprias de educar, não podem cruzar os braços acreditando que ações educativas sejam compromisso “dos outros”, como se cada um não fizesse parte deste meio tendo a sua parcela de contribuição. Ora, precisamos mais do que nos preocupar, precisamos de atitudes! Se desejamos um planeta melhor inevitavelmente teremos que cuidar da educação das pessoas, o que envolve também a relação entre elas e a natureza, pois somente cuida dos recursos naturais quem foi educado para isso. Logo, um planeta melhor somente será possível se tivermos pessoas melhores; então, faça você a sua parte!

Júlia Cristiane Schultz-Pereira

Posted in: Cotidiano